Palavra do Presidente

Luiz Antonio Ferreira

TRABALHADORES NÃO NEGOCIAMOS DEMISSÕES E SIM PROPOMOS MEDIDAS PARA A MANUTENÇÃO DOS EMPREGOS

Luiz Antonio Ferreira

Em meio ao cenário crítico dada a crise econômica mundial após o anúncio da Pandemia do Coronavírus (COVID-19) pela OMS (Organização Mundial da Saúde), as empresas e comércios de serviços não essenciais estão fechadas por conta da quarentena (isolamento social da população), e sabemos que os efeitos são em cascata, e atingem também os seus fornecedores e prestadores de serviços (como os contratos de Refeição Escolar, estando as Escolas fechadas), e nesse momento as empresas estão fazendo medidas para cortar custos e inevitavelmente, discutem a relação do quadro da mão de obra.

Esclarecemos que não compactuamos nem orientamos as demissões, orientamos para concederem Férias Coletivas, propor Banco de Horas ou negociar Acordo Coletivo no Sindicato visando a manutenção dos empregos, acompanhando as medidas feitas pelo Governo como a MP 936 (que permite a Redução da Jornada e Salário temporariamente, mas mantendo o emprego).

Por outro lado, se a empresa decide em demitir os funcionários, deverá seguir a Lei e pagar todos os direitos nas verbas indenizatórias/rescisórias. O Sindicato, por meio da Diretoria de Relações Trabalhistas e Sindicais e da Assessoria Jurídica, vai fiscalizar todo e qualquer desligamento de trabalhador para combater as irregularidades, resguardando a Convenção Coletiva de Trabalho.

Aproveitando, o Governo do Estado de São Paulo anunciou a continuidade da quarentena até o dia 22 de abril. Dessa forma a Sede Social do SindiRefeições SP não está fazendo atendimento presencial ao trabalhador, somente por telefone (11) 5574-8398, além do WhatsApp 11 96646-0933.

Trabalhador estamos à sua disposição, e lutando para defender os empregos.

SindiRefeições SP: Sindicato pioneiro, inovador e presente.

Luiz Antonio Ferreira – Diretor Presidente